Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E Deus Comprou um Tablet

Mãe de 2 o blog, começou por querer recordar as coisas que me diziam em pequenos,porque tinham imensa piada, adolescentes já, perderam a piadinha toda :) Cá em casa vivemos em democracia, debatemos, discutimos e eu decido.

E Deus Comprou um Tablet

Mãe de 2 o blog, começou por querer recordar as coisas que me diziam em pequenos,porque tinham imensa piada, adolescentes já, perderam a piadinha toda :) Cá em casa vivemos em democracia, debatemos, discutimos e eu decido.

12.04.19

Escrever para esquecer?


E Deus Comprou um Tablet

1476314_3706507277110_2132359699_n.jpg

 

E se pudessemos escrever para esquecer?

Do genero, tudo o que quisessemos recordar/ esquecer, eram descarregadas para uma folha branca, ou um ficheiro no computador. E ficavam ali.

Desapareciam da nossa cabeça, da memoria e ficavam ali, para se quisessemos voltar a lembrar iamos la ver.

Ficavam lá e não na nossa mente.

Todas as nossas lembranças passariam a tinta de caneta, lapias, ou letras num qualuqer computador..

'Esquecimento realizado com êxito'.

deixava de existir o presente, na mente. Somente no papel ou  computador.

Iamos utilizar? Este processo de esquecimento?

E o que descarregavamos? As Tristezas e tragedias? ou os momentos alegres, felizes e boas recordaçoes? Os erros do passado?

Mas não é com essa lembrança do erro, que ultrapassamos e aprendemos? Se esquecessemos qual seria o sentido? A ideia nao é que a memoria nos ensine e não repetir e aprender algo com isso? ..é.

Mas, e quem foi vitima desse erro? Tambem de se lembrar para toda a vida dessa situação? Nao deveria ter direito ao esquecimento? Passar todas as lembranças de uma situação negativa para um arquivo qualquer externo e assim resolver a tormenta?

Escrever seria um ultimo acto de libertação.

Escrever para esquecer.

Mas quem escreve, nao esquece o que escreveu. Ate porque precisa pensar e estruturar mentalmente o que quer dizer. o Que pensamos é soprado e escrito em papel. os passos sao planeados, pensados imaginados. É pela memoria que escrevemos. Talvez, no final, quando o texto está pronto, se possa apagar alguma dessa lembrança mas mesmo assim a estruturae o que deu origem ao texto, estaria sempre guardado.

e mais.. se ao escrevermos apagariamos tudo da nossa memoria, como poderiamos fielmente dizer que alguma coisa se tinha passado, apenas por estar escrito? Quem se lembraria do que tinha ocorrido? Estaria identico ao que foi transcrito? Nao haveria provas reais de nada.

Escrever para esquecer: há quem o faça. Seja para ajudar de uma forma simbólica, como forma de libertar a alma. Escreve-se para que o texto disso resultante represente a memória que o a pessoa pretende  vêr liberto. Mas fica sempre alguma coisa,  uma sobra, um traço, mesmo que mínimo, da própria lembrança da qual se tentou fugir.

Escrever para manter uma memória presente ou escrever para esquecer?

8 comentários

Comentar post